DEUS CRIADOR DE TUDO QUE EXISTIU, EXISTE E EXISTIRA.

DEUS CRIADOR DE TUDO QUE EXISTIU, EXISTE E EXISTIRA.

DEUS CRIADOR DE YUDO QUE EXISTIU, EXISTE E EXISTIRA.
Eu sou Alexandre de Exu e Essa é Leila de Iemanjá.
Antes de fazer santo eu atendia como astrólogo e tarólogo, mais devido a ir me aprofundando na religião dos orixás fui deixando por falta de tempo, mais umas coisa vi em nossa religião.
A maravilhosa disposição e harmonia do Universo apenas pode ter tido origem segundo o plano de um Ser que tudo sabe e tudo pode… e vemos que não foi criada por nós então vemos que foi por alguém com muito poder.
Que podemos entender ou não isso fica sendo a minha última e mais elevada descoberta.
o EQUINÓCIO DE OUTONO, dando início a esta nova estação do ano…
quando foi que você falou para um irmão de axé “FELIZ EQUINÓCIO”.
No equinócio os dias e as noites duram o mesmo tempo, ou seja, durante os equinócios o dia e a noite têm igualmente 12 horas de duração…
Este fenômeno astronômico caracteriza-se pela distribuição igual da luz solar nos dois hemisférios, pois é quando os raios solares incidem perpendicularmente sobre eles e diretamente sobre o equador…
Os equinócios definem as mudanças de estação, em março, o equinócio marca o início do outono no hemisfério sul.
como no Brasil, Argentina, Austrália, Nova Zelândia e da primavera no hemisfério norte como na Europa, Estados Unidos e vice versa no mês de setembro…
Nós todos ligados as religiões espiritas místicas que inclui o Candomblé comemoramos os equinócios e os solstícios ou deveríamos comemorar.
O homem primitivo distinguia a diferença entre duas épocas, uma de frio e outra de calor que eram atribuídas a ação do sol.
Ai como quem é de candomblé que é baseado nas tradições milenares dos povos antigos da África não levam em conta a astronomia.
Falo astronomia e não astrologia.
Graças a isso surgiram os cultos solares, sendo o Sol proclamado fonte da vida, com influencia marcante sobre todas as religiões e crenças da época, pois o Sol na sua trajetória aparente determina a mudança das estações climáticas, nos equinócios e nos solstícios, quando a natureza passa por formidáveis transformações…. Por este fato as religiões de então consideravam os dias de equinócios e solstícios como dias mágicos em virtude das transformações da natureza nestes dias.
Por isso a referência a; Olorun, Olodu, Olodun, Olofi e Olodumare ser completamente esquecidas na casas de Axé. E o orixá Ajagunmale
De onde vinha a ideia das missas do yiaôs.
E assim os antigos povos realizavam rituais a cada mudança de ciclo da natureza sempre com um grande significado esotérico e místico, pois acreditavam em bênçãos divinas que decorriam principalmente do Equinócio de Outono, quando depositavam as maiores esperanças na concretização dos mais puros desejos para o homem, as bênçãos do equilíbrio, da equidade e da justiça.
O Axé Eleegbara Tolá, celebra as festas equinociais e as solsticiais, reconhecendo o simbolismo e misticismo das mesmas, como o momento de agradecer a Deus por tudo. Seja coisas ruins que nos fortalecem mais e boas que somos merecedores.

Outro fato interessante que merece ser citado é que Páscoa sempre ocorre no primeiro domingo depois da primeira lua cheia depois do equinócio de primavera do hemisfério norte… Seria coincidência?…
Páscoa é carnaval sempre foram baseados no calendário luna.
Todas as efemérides tem suas origens nos calendários solar e lunar..