You are currently viewing A reencarnação no candomblé Tunde – Àkúdàáyá – EGBÉ ORUN

A reencarnação no candomblé Tunde – Àkúdàáyá – EGBÉ ORUN

Como todos nós que somos ligados a algumas religiões espiritualistas, ou seja, que acredita na vida pós morte. Também temos que acreditar na vida pré encarnação.
Ou seja, antes de encarnamos já vivamos e depois da encarnação continuamos a viver.
O candomblé diz uma coisa simples; que podemos nascer e morrer quantas vezes for, mas nunca vamos sair da vida. Pois entramos nela quando fomos criados por Deus. E morrer e nascer são apenas fases da vida.
Mais um problema que muitas vezes não atentamos é que nas vidas sucessivas que tivemos, nelas devidos a vários fatores criamos inimigos que vem para essas vidas nos cobrar erros nossos de outras vidas e que devemos expiar esses erros.
Esses inimigos podem estar encarnados ou desencarnados e agindo para nos prejudicar. Mais também podem estar encarnado em nossa família como filho, filha, neto, sobrinhos. Pai ou mãe ou mesmo avós.
A palavra tundo, quer dizer o que voltou, mais pode ser um desafeto de outras vidas.
Bem ai é que entra as EGBÉ ORUN, que são os amigos espirituais que vem ao nosso socorro amenizando essa expiação e buscando um concilio entre as partes.
Pois esse nosso inimigo pode estar no corpo físico ou não, pode ser aquela pessoa que reconhecemos como um grande amor, que realmente foi, mais também foi numa outra oportunidade um grande inimigo.
Dai que muitos tipos de relacionamento que começam e flores acabam mal. E durante nossa vida somos unidos a espíritos das encarnações que tivemos uns bons e outros ruins. Mais uma coisa ninguém entra em nosso caminho por acaso. Tudo tem uma razão. E dentro do culto de Egbé-Orun e Igbé podemos entender isso de forma mais clara e fazer os consertos necessários a nossa felicidade dos que estão nos perseguindo. Pois temos um odu negativo com eles e temos que pagar essa dívida.
Essa é a razão da nossa encarnação progredir sempre como Exu diz em okaran, quando fala em okoto. Dai precisamos ver nossa Egbé, para que ela possa nos ajudar a crescer.
Presta atenção; Você já cuida de sua vida espiritual e também dos seus orixá, odu, ancestralidade e guias de Umbanda e mesmo assim sente quie alguma coisa trava seu caminho. Ai que tem que ver Egbé.
Por isso eu Alexandre de Exu e Leila de Iemanjá, estamos te enviando essa mensagem, vem conversar com a gente e mude sua vida para melhor.