Alexandre de Exu


Exu - Obara e sua encruzilhada

fazer numa lua Crescente. Preferencia dia 06/06 mais pela vibração.

Enquanto Ogun nos abre um caminho reto, numa menor distância entre dois pontos. Exu nos mostra uma Encruzilhada, onde é o exato momento que temos que mudar nossa vida. Reconsiderar, tomar novas decisões e recomeçar a partir de novo ponto. Onde Ogun nos dará o caminho reto. Todos nós temos a vibração de Exu, onde para cada um ele soberbamente se apresenta com um título diferente e as vezes até nos fazendo a pensar ser vários. Iang é seu nome.
Exu é um orixá que não precisa de apresentação em nenhuma parte dos cultos africanos. Não importa seja casa de Ifá, Casa de Egun ou casa de Orixá. Exu é o primeiro e nada muda isso. Ele é a primeira consciência individual. O que está junto com todos, pois todos nós temos o nosso Exu do corpo chamado de Obara. Nada se faz sem Exu. Sem Exu sem ebó, sem ebó sem Orixás.
Exu é dono de quatro tipos de jogo de búzios; Erin, Obaniká, Ekuró e Merindinlogun.
Exu com o título de Obara pode premiar ou não. Sem o menor senso de justiça, Obara é uma palavra que é traduzida como o rei do corpo, mais em sua atuação positiva é a SORTE e na negativa e o AZAR.
Exu Obara é muito associado ao Odu do mesmo nome OBARA. Que é o sexto na técnica do jogo de búzios do Ekuró. Então por esse motivo usamos tudo que se associa com 6 para Exu na vibração deste odu. E sua encruzilhada tem seis lados e 7 pontos. Também associado a abóbora.
Ganhar uma loteria, jogo do bicho ou simplesmente ter sorte. Conta um itan (lenda) que eram 16 irmãos, sendo que 15 eram riquíssimos e que Obara era o único pobre. E que ele recebeu umas abóboras de seus irmãos e ficou riquíssimo também. Obara tem muito haver com a riqueza que vem pela sorte.

Oferenda na lua cheia do mês de junho. Se puder ser no dia 6 é dez.

Uma abóbora moranga, três tipos de padês (canjiquinha picada dendê, canjiquinha picada mel, farinha cruá de mandioca com cachaça), morim ou papel (cafifa) vermelho e amarelo, 1 cebola roxa ou obi roxo. Pimentas ( dedo de moça, malagueta, pitanga etc.), cachaça. Uma vela de mel comum. 6 moedas e 6 búzios fechados (owo). Semente da abóbora.

Estenda o morim ou papel no chão um ao lado do outro. Corta a abóbora em duas bandas e pega a semente lava e guarda, coloca os padês nas bandas das abóboras e espeta as pimentas. Coloca a cebola roxo ou obi em alafia, acende a vela e joga a cachaça em volta. Coloca 3 moedas e 3 búzios em cada banda e as sementes da abóbora. E começa a pedir.

No sexto dia suspende e guarda as moedas e os búzios, para usar uma próxima vez, despacha tudo numa terra onde possa crescer as sementes.

Veja mais assuntos...