Alexandre de Exu


As várias maneiras de se fazer uma Jalapa com bata na cabeça dos outros


Embora pareça muito difícil não é mesmo é até é muito simples, como vou demonstrar a seguir. Todos podem fazer basta seguir está receita catei ouvido  as pessoas que atendia e me contaram.
Ingredientes – cabeça de uma pessoa desavisada, coisas de Candomblé , Umbanda e dar asas a imaginação. Mais diz que você é alguma coisa traçada com outra coisa.
A primeira coisa dizer para a pessoa desavisada é;  Que a vida dela não anda e que precisa fazer um bori e matar para o Exu dela.  Ai você corta para Exu é Pombagira e faz o bori, abre logo umas curas e catula  também. – essa é uma receita muito fácil, pois olha dar de comer a Exu- no bori é Exu orixá que é o dono corpo, mais você deu a povo de rua de Umbanda, o que não existe no bori. Você abriu curas, num bori (kkk) pra quê? Viu uma mini Jalapa. Ai você catulou num bori, ferou tudo mais ainda.  Ai espera a vida do sujeito ou sujeita desmoronar toda.
Podemos notar que é uma Jalapa mole de se fazer. Mais te outra que é muito boa.
Você pega a pessoa desavisada, que já tem problemas de Umbanda. Ai você diz que precisa de um bori ou de uma camarinha ou qualquer diabo que vir na hora na cabeça. Ai você descobre que no candomblé a pessoa é filha de Ogun. Mais na Umbanda a coroa é de Oxun na primeira linha de umbanda. Ai você faz o quê. Cruza, faz metade da cabeça as coisa de Candomblé e a outra metade coisas de Umbanda. Essa é infalível para deixar a pessoa desavisada louca ou doidinha. Duas energias oposta presa na cabeça. E vida da pessoa desavisada cai logo e la também e não sabe porque.
Outra jalapa mole que arrasa logo, chamada de arrasa quarteirão.
Você é esperto é vai pegar a pessoa desavisada, arma para você fazer o santo dela. Com a boa lábia que você tem. Que sua pomba-gira viu que é santos  tal e que seu baiano também.
Ai na hora dos procedimentos,  você dá o ato e que quem  vem para fazer as coisas é sua pomba não sei lá das quantas. Ai ela ou outra entidade sua vem para raspar a pessoa e raspa. Ok. Sua entidade fez tudinho e já lascou tudo da pessoa.
Bem ai você diz que vai precisar de três  saídas. E que a ultima é do santo. Olha o truque. Você vai dizer  que a primeira é da criança de Umbanda, que agora vem como erê. Ai tem a saída da criança. Armou legal. E um nome para Mariazinha, tipo conchinha.
A segunda saída é da pomba-gira que agora é batizada no candomblé. E não é mais pomba-gira de umbanda ela agora é mavambo e usa meio chorão e sai com a roupa igual de santo.  Show né.
Ai você fez a saída do santo e marca logo depois o caboclo que vai virar boiadeiro de nação. Ai você fez dez em tudo e arrasou a pessoa desavisada, que vai ter a vida dela uma merda tudo vai dar errado. Por isso é arrasa quarteirão.
Você arma que vem  no lugar da yiaba é a pomba-gira, pois o santo fica ocupado e manda pomba-gira que é escrava dela.
Mais não deixa ninguém descobrir que você fez essa merda na cabeça dos outros. E vai comendo dinheiro cada hora você diz que é um santo ou uma pomba-gira cobrando que não ganhou isso ou aquilo.  E dinheiro para dentro.

Veja mais assuntos...