Alexandre de Exu


Santos

NOSSOS SANTOS.

Hoje vemos as pessoas colocando um pilha de santo, e nem sabe o porque? Apenas que vão e geraram uma despesa muito grande, Ibás e bichos.

A pessoa tem que cuidar apenas de dois santos, isso desde na África, mesmo sendo Pai de santo. O seu santo e Ori. Nada mais. Mais para se ganhar dinheiro e prender a pessoa na casa se fez o que, enche de santo que ele fica sem lugar para colocar ai tem deixar na casa. Ai justifica ele pagar uma mensalidade ou ter que ajudar nas atividades da casa.


Santo para se ter, temos que saber o porque? Ter esse santo vai trazer o que para mim? Essa é a pergunta, pois ele vai trazer uma manutenção grande e retorno nenhum, pois temos ele mais sem razão de ser. Apenas para ficar limpando. Comprando bichos. Dividindo coisas com ele e não recebendo nada.

Vejo pessoas com 16 santos, que não trazem nada para a pessoa. Temos que dar um basta nesta situação. Podemos ainda admitir por um fator do Brasil se colocar o segundo santo.

Ter outros é para trabalho se a pessoa tiver caminho, senão ao invés da vida andar emperrar tudo. Nada anda.

Outra coisa, Exu e Pombagira de Umbanda não fazem parte do candomblé, ai vem pessoas jogar onde Exu cobra, ai dizem que já deu ao Exu fulano ao Malandro tal. Isso dá ruim.

OBSERVAÇÃO * O termo correto é pomba-gira, esse nome tem fundamento de Umbanda. Ai o pessoa fala minha BOMBOGIRA, não sabe candomblé e muito menos Umbanda.

Na casa de santo o pai de santo tem o santo deles que são; primeiro e segundo santo, Ori e Bara. O resto não é dele é da casa, para trabalhos. Ele não sabe porque recebeu eles, assim que está nossa religião.

PAI OU MÃE DE SANTO.

Hoje qualquer um auto intitula mãe de santo ou pai de santo, Na Bahia não é assim, existe fiscalização. Aqui se faz mistura de búzios e cartas, ai fala que é búzios africanos.

Ter sete anos não faz de ninguém mãe ou pai de santo. Ser Oloyê também não. Para ser a pessoa tem que ser consagrada, ou seja com = ser - sagrada.

Hoje perguntamos a pessoa é mãe de santo, a sou sim. Com quem fez a consagração. A pessoa desconversa. Não tem nada.

 

Pessoa com sete anos ou seja Ebomi pode ter filho de santo? Pode. Mais não faz dela mãe de santo.

Notem que na Bahia a pessoa dizia, sou filho da ebomi fulana de tal, e as vezes a ebomi tinha mais filhos que a mãe de santo. Mais uma passou pelo ritual e a outra não. Uma dirigi casa a outra não.

 

Por isso que nossa religião vai mal. Não sabemos nada dela.

 

Fora os santos de trabalho meu tenho apenas Exu e Oxun, meus santos. Ori, Ozun e Orunmilá. Os demais não são meus são da casa, para trabalho.

Veja mais assuntos...